‘Takeaway’

Janeiro é o mês dos recomeços ou das novas empreitadas. E encontrar respostas significativas para os nossos problemas nem sempre é muito fácil não é mesmo? Muitas pessoas vivem em busca de um manual correto do bem viver, no entanto, nós cristãos sabemos que não existe nenhum manual maior ou melhor que o Modelo Vivo descido dos céus. Já que os ensinos de Jesus desvendam aos nossos olhos todo o mal existente no mundo e são eles também uma fonte de sabedoria e refrigério para o nosso dia a dia.

Ora, se já sabemos que no mundo teremos aborrecimentos e dores, sofrimento, não seria mais adequado que quem avisa deve apontar o caminho certo? Sim, porque nada poderá nos separar do amor de Deus ou nos fazer parar na caminhada, mas você, caro leitor, saberia porquê?

“Não foi como criança que acreditei no Cristo, que confessei sua fé. É de uma vasta fornalha de dúvidas que jorra meu Hosana” (Dostoiévski).

É necessário ter fé e vivenciar a mesma; estar coexistindo e estendendo a compaixão aos outros, e ao mesmo tempo não puxar, exigir ou apegar-se demais (também não deixarmos ser maltratados, pois o primeiro passo para o verdadeiro amor é o amor-próprio não egoísta, e sim, o auto-respeito e a autocompaixão, isto é, aplicar em si a mesma consideração madura e saudável).
Isso também está diretamente relacionado à compreensão do que fazemos e do que não controlamos, sabendo que: controlamos apenas a nós mesmos e nossas respostas. Nós não controlamos os outros ou o universo e não podemos impedir que mudanças aconteçam, mas podemos controlar como reagimos a elas.
Em filosofia nós até temos sugestões, pensamentos, ideias e questionamentos, mas nunca respostas definitivas para solucionar todos os problemas da humanidade; por maior que seja o filósofo ele sempre ficará devendo uma resposta para alguma questão que provoque insatisfação em sua vida. Como Antonio Tabucchi nos avisa “A  filosofia dá a impressão de lidar apenas com a verdade, mas talvez ela só diga fantasias”.

Por isso quando falo em filosofia, falo em convergir novas ideias, aprofundar pensamentos qualificados, beber da fonte das grandes reflexões. Redescobrir e se inspirar em um importante filósofo da história. Porque com um pouco de sabedoria e atenção sempre poderemos aprender algo com eles, vejamos o que diz Sócrates:


“A vida não examinada não vale a pena viver.”

Aqui está um pedido para você examinar todas as suas crenças, independentemente da amplitude,  procurando determinar o que é realmente verdade ou não. Sócrates muitas vezes pedia às pessoas que definissem uma virtude, como a coragem, apenas para descobrir que as pessoas que mais valorizavam não tinham ideia do que era. Somente quando nós examinarmos nossas vidas teremos possibilidades de melhorias. E quando não houver gentileza, gere gentileza. Seja simpático, empático e use de misericórdia com todos. Sofra como um bom soldado de Cristo. O texto áureo do Cristianismo, que se encontra no Evangelho de Mateus capítulo 7, versículo 12, nos diz claramente que o amor cristão é proativo.

Aos poucos dá para entender que a humanidade embarcou num caminho de separação. Separação da natureza, separação um do outro, separação da verdade, separação de Deus. É uma crise que, enquanto não estiver completamente resolvida, vai continuar gerando todas as demais crises que temos aí:  financeiras, econômicas, médicas, educacionais, ecológicas, energéticas, alimentares, entre outras. É uma crise múltipla que funciona como um parto que vai nos levar para fora deste mundo de separação e nos conduzir a uma nova história, de reunião, de encontro.

No mais, importante também é lembrar: apesar de todos os pesadíssimos apesares do ano que passou, todos os desafios que serão postos à nossa frente neste novo ano, a imanência da vida é absolutamente alheia às ideias demasiadamente humanas e continuará em seus devires. O sol continuará sendo o sol. O rio continuará a desaguar em alguma paisagem de abundante natureza deste nosso Brasil. O cachorro de rua ainda virá brincar e nos pedir carinho. Entre tantas outras coisas que, apesar e acima de tudo, simplesmente continuarão a ser. Por isso meu primeiro e único conselho é: antes de querermos tomar o mundo externo e resolver tudo à força, vamos começar pelo íntimo. Começar pelo cuidado com o nosso corpo, mente e com a nossa casa espiritual. E entender que as pessoas irão passar pela sua vida, mas nem todos serão protagonistas da sua história e nem sempre você será protagonista da história de outros . Há pessoas que são o caminho, não a chegada! E acredite, experiências ruins também nos fazem crescer. Estejam preparados!

Anúncios

Sobre lucaspinduca

I like to think I'm part cultural voyeur mixed with a splash of aspiring behavioral scientist and wannabe motivational christian speaker.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.